domingo, 16 de setembro de 2018

Sonho Cinema e Psicanálise





6 Filmes – 6 Temas – 6 Abordagens

Ir ao cinema é uma experiência relacionada ao ato de sonhar. A Psicanálise nasceu da análise dos sonhos e com o tempo muitos diretores foram se nutrindo da teoria psicanalítica para criarem imagens oníricas com alto conteúdo simbólico. Conforme a criação de Sigmund Freud foi se tornando famosa, diversos cineastas no mundo se analisaram e estudaram os conceitos freudianos para a realização de seus filmes.

Com o tempo, virou prática comum a utilização de consultores psicanalistas para a realização de roteiros que trabalhavam com material onírico. Alguns diretores se especializaram neste tipo de produção e criaram obras importantes para todo aquele que se interessa por sonho, cinema e psicanálise.

Objetivos

O curso Sonho, Cinema & Psicanálise: A Representação do Onírico, ministrado por Leonardo Della Pasqua, aborda alguns aspectos sobre a relação entre cinema e o sonhar e analisa filmes recentes com a temática dos sonhos através da ótica psicanalítica. Nesta proposta, a ideia é apresentar três importantes obras em cada dia do curso, com o objetivo de analisarmos em profundidade o modo como os cineastas contemporâneos trabalharam os sonhos em suas realizações. Serão apresentadas cenas de filmes que servirão de base para a reflexão sobre os símbolos e as possibilidades de significado das obras.


blico Alvo
O curso é aberto a qualquer pessoa interessada em psicanálise, sonhos e cinema. Não é necessário nenhum pré-requisito de formação e/ou atuação profissional para participar desta atividade.


Temas


Aula 1 
- Sonhos lúcidos e psicanálise
Preso na Escuridão (Espanha, 1997)
Direção: Alejandro Amenábar



- Sonhos no cinema brasileiro.
O Filme da Minha Vida (Brasil, 2017)
Direção: Selton Mello


- Entre o sonho, o delírio e a alucinação.
O Amante Duplo (França, 2017)
Direção: François Ozon


Aula 2


- Sonhos e processos mentais.
Brilho Eterno de uma Mente Sem Lembranças (EUA, 2004)
Direção: Michel Gondry



- Sonhos lynchianos.
Cidade dos Sonhos (EUA, 2001)
Direção: David Lynch



- Sonhos e cinema de animação.
Coraline e o Mundo Secreto (EUA, 2009)
Direção: Henry Selick


Ministrante: Leonardo Della Pasqua
Psicanalista. Psicólogo. Formado em psicanálise na escola Lo Spazio Psicoanalitico di Roma, Itália. Sócio-fundador do Laboratório Psicoanalitico Tiburtino, em Roma, na Itália, onde coordenou o evento “Cinema e Terceira Idade” por um período de três anos. Presidente da Sociedade de Psicologia do Rio Grande do Sul (Biênio 2011-2013), onde coordenou as atividades “Cinema e psicologia” e “Diálogos entre o direito e a psicologia”. Ministra a disciplina "Cinema e Psicanálise" na Psychesul - Sociedade Sul-brasileira de Psicanálise. Ministrou o curso "Filmes e Sonhos: A Psicanálise no Cinema" pela Cine Um, curso que realiza com regularidade há nove anos.




Curso
SONHO, CINEMA & PSICANÁLISE:
A REPRESENTAÇÃO DO ONÍRICO
de Leonardo Della Pasqua


Datas
06 e 07 de Outubro (sábado e domingo)

Horário
14h às 17h

Duração
2 encontros presenciais (6 horas / aula)

Local
Cinemateca Capitólio Petrobras
(Rua Demétrio Ribeiro, 1085 - Centro Histórico - Porto Alegre - RS)

Investimento
R$ 95,00
* Desconto para pagamento por depósito bancário:
a) R$ 80,00 (primeiras 10 inscrições) * Valor promocional esgotado
b) R$ 90,00 (demais inscrições)

Formas de pagamento
Depósito ou transferência bancária / Cartão de crédito (PagSeguro)

Material
Certificado de participação e Apostila

Informações
cineum@cineum.com.br  /  Fone: (51) 99320-2714

Realização
Cine UM Produtora Cultural

Apoio
Cinemateca Capitólio Petrobras



.
.
Instruções para efetuar a inscrição

1) Preencha e envie o formulário abaixo.
2) Pagamento por Depósito ou Transferência bancária:
Após enviar o formulário você receberá as orientações.
3) Pagamento por Cartão de Crédito:
Após enviar o formulário, clique no botão do PagSeguro.
.
.


.
.
.
.

terça-feira, 11 de setembro de 2018

CINEMALAB - Unisinos






Inscrições abertas para os Minicursos sobre Cinema e Televisão da Unisinos

Estas atividades antecipam a chegada da Graduação em Realização Audiovisual da Unisinos a Porto Alegre em 2019. Para dar uma ideia de como será o bacharelado, a Universidade promoverá um conjunto de Minicursos abertos ao público, o CINEMALAB.

As atividades farão os participantes refletirem sobre a prática de ver e pensar Cinema e Televisão. Serão oito encontros, dois a cada sábado, a partir de 15 de setembro. Que cursar todos ainda ganhará um desconto no valor total dos Minicursos.

Confira as opções:


Ideias para filmes: do chuveiro para o roteiro
15/Setembro - das 9h às 12h
Algumas ideias viram roteiros, alguns roteiros viram filmes e séries, alguns filmes e séries funcionam muito bem. Mas, se as ideias forem bem trabalhadas, problematizadas e postas em xeque, a chance de os bons filmes e séries acontecerem é maior. Nesse curso o aluno vai entender o que é um story line e praticar a construção de ideias para o cinema.
Informações aqui.




Adaptações literárias para cinema: problemas e soluções
15/Setembro - das 13h30 às 16h30
Dividido em uma lista de dez pontos e com exemplos comparativos, o curso apresenta soluções para os problemas mais recorrentes em adaptações de obras literárias para o cinema.
Informações aqui.



Pixar X Studio Ghibli: caracterização de personagens
22/Setembro - das 9h às 12h
Apresenta estratégias fundamentais na criação de personagens animados. Mostra como desenhos famosos dos Estúdios Pixar e Studio Ghibli organizam-se diante da tradição de criação ocidental, sobretudo com os princípios fundamentais estabelecidos pelos guardiões da época de ouro da Disney.
Informações aqui.



Da película à realidade virtual: o segredo é a câmera
22/Setembro - das 13h30 às 16h30
Faz uma síntese da evolução dos meios de fixação da imagem no cinema pelo ponto de vista de quem trabalha com a câmera, o diretor de fotografia.
Informações aqui.



Nós, os gaúchos: o cinema feito no Rio Grande do Sul
29/Setembro - das 9h às 12h
Traça um panorama da história do cinema gaúcho, do primeiro filme de ficção, Os Óculos do Vovô, ao cinema indie de longa-metragem.
Informações aqui.



O montador no cinema: o que ele faz e como é representado
29/Setembro - das 13h30 às 16h30
Discute o papel do montador e como essa função aparece nos próprios filmes, representada em documentários e ficções autorreflexivas sobre o processo de realização audiovisual.
Informações aqui.



Cinema francês: da nouvelle vague aos dias atuais
06/Outubro - das 9h às 12h
Apresenta um panorama histórico do cinema feito na França, um dos mais ricos e diversos do mundo. Por meio de exemplos, traça paralelos entre diferentes filmes e épocas.
Informações aqui.



Como analisar filmes
06/Outubro - das 13h30 às 16h30
Aborda o método de interpretação de obras audiovisuais com base na distinção entre os significados evidentes e ocultos no discursos fílmico. Analisa um curta-metragem como exemplo para demonstrar como identificar elementos e construir hipóteses interpretativas. Desenvolve o conceito de crítica e análise como ato de criação do espectador e ampliação do conhecimento e do prazer de ver filmes.
Informações aqui.


Confira mais informações sobre os Minicursos do CINEMALAB da Unisinos no site.


Realização
UNISINOS

Parceria
Cine UM

sexta-feira, 31 de agosto de 2018

Cinema na Segunda Guerra Mundial








A Segunda Guerra Mundial foi um evento global extraordinário. A repercussão do seu desenvolvimento e do seu desfecho afeta profundamente o mundo até hoje. Contudo, a representação cinematográfica da Segunda Guerra não é equilibrada e precisa ser vista com cautela.

Apesar de envolver diversas nações em praticamente todos os continentes, somente um país emergiu intacto do conflito. Não por acaso, foi nesse país que o cinema atingiu o patamar de indústria, com sua produção sufocando todas as demais. Como sempre, a história foi contada pelos vencedores.

A hegemonia do cinema americano, a partir de então, foi fundamental para a construção de uma noção equivocada de que os EUA foram o fiel da balança na grande luta contra o Nazismo.
No geral, os filmes sobre a segunda guerra celebram as causas aliadas, apresentam uma luta dicotômica entre o bem e o mal e supervalorizam determinados temas como o Dia-D. A realidade da guerra, no entanto, é muito mais complexa e fascinante.
Objetivos

O curso Os Filmes Vão à Luta: O Cinema na Segunda Guerra Mundial, ministrado por Luís Mário Fontoura, propõe um olhar diferenciado sobre a cinematografia dos beligerantes. A ideia é apresentar os principais filmes realizados pelos países envolvidos, contextualizando-os com a realidade histórica e a experiência única de cada um deles. Afinal, para cada nação, a experiência da guerra foi única, assim como o seu olhar cinematográfico sobre ela.


Público alvo
O curso é aberto ao público em geral. Não é necessário nenhum pré-requisito de formação e/ou atuação na área do cinema.
Conteúdos

Produção Cinematográfica durante a Guerra, 1939-1945. Ficção e Documentário.

Principal Filmografia por País. URSS, EUA, Reino Unido, Alemanha, Itália, França, Japão e demais envolvidos. Um guia visual para a guerra.

Os Dez Grandes filmes de Guerra; Qualidades Cinematográficas e Temáticas.

Produções para a TV; Band of Brothers, The Pacific, The World at War.


Ministrante: Luís Mário Fontoura
Roteirista formado pela Unisinos (RS). Diretor da série Por Mais Terras que Eu Percorra, sobre a FEB na Segunda Guerra e do curta-metragem Dona Herta, que conta a história de uma sobrevivente do holocausto, além de diversos outros curtas e programas de TV.



Curso
OS FILMES VÃO À LUTA: O CINEMA NA SEGUNDA GUERRA MUNDIAL
de Luis Mário Fontoura

Datas
22 e 23 de Setembro (sábado e domingo)

Horário
14h às 17h

Duração
2 encontros presenciais (6 horas / aula)

Local
Cinemateca Capitólio Petrobras
(Rua Demétrio Ribeiro, 1085 - Centro Histórico - Porto Alegre - RS)

Investimento
R$ 95,00
* Desconto para pagamento por depósito bancário:
a) R$ 80,00 (primeiras 10 inscrições)
b) R$ 90,00 (demais inscrições)

Formas de pagamento
Depósito ou transferência bancária / Cartão de crédito (PagSeguro)

Material
Certificado de participação e Apostila

Informações
cineum@cineum.com.br  /  Fone: (51) 99320-2714

Realização
Cine UM Produtora Cultural

Patrocínio
Apoio
Cinemateca Capitólio Petrobras




.
.
Instruções para efetuar a inscrição

1) Preencha e envie o formulário abaixo.
2) Pagamento por Depósito ou Transferência bancária:
Após enviar o formulário você receberá as orientações.
3) Pagamento por Cartão de Crédito:
Após enviar o formulário, clique no botão do PagSeguro.
.
.


.
.
.
.

segunda-feira, 6 de agosto de 2018

Pier Paolo Pasolini










Pier Paolo Pasolini nasceu em Bolonha, em 1922. Assassinado aos 53 anos, em 1975, teve uma vida intensa e polêmica. Estudou arte e literatura na universidade e ingressou no cinema como roteirista de Federico Fellini. Além de figurar entre os grandes do cinema, publicou romances, peças de teatro, ensaios e panfletos políticos. Acima de tudo, foi poeta.


Criou uma obra original. Desde a estreia com Accattone (1961) até o seu último filme Saló ou Os 120 Dias de Sodoma (1975) manteve a ousadia de se reinventar sempre, legando obras notáveis como Teorema (1968) e Decameron (1972), primeiro título de uma trilogia de celebração da vida pelo erotismo, a alegria, o sexo e a exaltação do corpo.


Filiado ao marxismo e formado no misticismo católico da Itália do pós-guerra, percorreu um caminho próprio. Homossexual assumido, foi um intelectual público que se manifestou sobre questões candentes da sociedade através de artigos em jornais, além do cinema e da poesia. Viveu uma radical autonomia criativa na arte e em sua vida pessoal. Além de ter feito 15 longas, curtas e médias-metragens, Pasolini também foi teórico e cunhou a metáfora “cinelíngua” para falar da linguagem do cinema como língua escrita da realidade.



Objetivos

O curso Pier Paolo Pasolini: Intelectual e Cineasta Maldito, ministrado por Fatimarlei Lunardelli, abordará o pensamento e a obra fílmica do diretor. Serão apresentadas as ideias principais do cineasta que se valeu de uma estética cinematográfica radical para criticar a alienação da sociedade de consumo e denunciar a dessacralização do mundo pelo capitalismo avançado.


Conteúdos

Aula 1 - Ousadia criativa e existencial
O poeta
O intelectual
O cineasta



Aula 2 – A obra fílmica e as ideias
Processo criativo
Viés político e estético
A tradição reinventada



Ministrante: Fatimarlei Lunardelli
Pesquisadora e professora nas áreas de Análise, Teoria, Crítica e História do Cinema. Integrante da ABRACCINE e ACCIRS, entidades representativas da crítica cinematográfica brasileira e do Rio Grande do Sul. Já ministrou os cursos "Federico Fellini: O Maestro", "Análise e Interpretação de Filmes", “Ettore Scola: Um Cineasta Muito Especial” e “Narrativa Cinematográfica” pela Cine UM.




Curso
PIER PAOLO PASOLINI:
INTELECTUAL E CINEASTA MALDITO
de Fatimarlei Lunardelli

Datas
01 e 02 de Setembro (sábado e domingo)

Horário
14h às 17h

Duração
2 encontros presenciais (6 horas / aula)

Local
Cinemateca Capitólio Petrobras
(Rua Demétrio Ribeiro, 1085 - Centro Histórico - Porto Alegre - RS)

Investimento
R$ 95,00
* Desconto para pagamento por depósito bancário:
a) R$ 80,00 (primeiras 10 inscrições) * Valor promocional esgotado
b) R$ 90,00 (demais inscrições)

Formas de pagamento
Depósito ou transferência bancária / Cartão de crédito (PagSeguro)

Material
Certificado de participação e Apostila

Informações
cineum@cineum.com.br  /  Fone: (51) 99320-2714

Realização
Cine UM Produtora Cultural

Patrocínio
Apoio
Cinemateca Capitólio Petrobras



.
.
Instruções para efetuar a inscrição

1) Preencha e envie o formulário abaixo.
2) Pagamento por Depósito ou Transferência bancária:
Após enviar o formulário você receberá as orientações.
3) Pagamento por Cartão de Crédito:
Após enviar o formulário, clique no botão do PagSeguro.
.
.


.
.
.
.