domingo, 19 de março de 2017

Trilogia Godfather








Apresentação

No final dos anos 1960, a efervescência cultural e social da América provocou mudanças nos temas, na forma de produção e nas próprias influências sofridas pelos filmes produzidos nos cinema norte-americano, no que foi o início da chamada Nova Hollywood. Um dos filmes mais celebrados desse período, tanto pelos resultados criativos como pelo impacto social e cultural obtido foi O Poderoso Chefão (The Godfather, 1972) baseado no best-seller de Mario Puzo, que marcou a história do cinema e constituiu-se ao longo dos 18 anos seguintes, em uma trilogia.


De uma obra inicialmente destinada a se tornar um mero produto de segunda classe, a adaptação encontrou, no jovem Francis Ford Coppola, um surpreendente artista disposto defender suas ideias a ponto de transformar uma adaptação problemática em um filme referencial. Coppola manteve a base da história de Puzo, mas ampliou um livro problemático, usando de recursos da linguagem cinematográfica, até torná-lo a epítome dos filmes de gângster e, talvez, do próprio cinema norte-americano contemporâneo.


Sempre lembrado pelos fãs por cenas emblemáticas, frases absorvidas pela cultura popular e histórias de bastidores, os três filmes também dividem opiniões na busca pelo "ponto alto" da trilogia. Um mergulho que vá além dos elementos já conhecidos e discutidos normalmente relacionados à pré-produção e filmagens vai revelar que os três filmes na verdade devem ser compreendidos como uma só obra. Assim, identificamos seu grande tema de fundo e a forma como os elementos da linguagem cinematográfica podem ser compreendidos, através da análise fílmica, para ampliar a compreensão da trilogia como um todo.


Objetivos

O curso Trilogia Godfather – Tradição, Família & Poder, ministrado por Fábio Rockenbach vai oferecer uma visão baseada na Análise Fílmica da trilogia O Poderoso Chefão, estabelecendo como recursos da linguagem audiovisual determinam a compreensão dos três filmes e suas relações, a partir do olhar sobre elementos da mise-en-scène, das propriedades discursivas da câmera, da montagem e de paralelos narrativos estabelecidos ao longo dos filmes.

A partir da análise de diferentes códigos fílmicos e não-fílmicos, o curso analisará a construção narrativa, os paralelos estabelecidos ao longo da trilogia, as alegorias construídas a partir do cenário, do figurino, dos arcos dramáticos, da trilha e dos principais temas em torno dos quais se constrói a tragédia de Michael Corleone e da mais conhecida família mafiosa da cultura popular.


Público alvo
Esta atividade se destina a qualquer interessado. Não é necessário nenhum pré-requisito de formação e/ou atuação profissional.


Conteúdos

Aula 1

- Preparando o olhar:
a) Introdução sobre elementos discursivos e códigos audiovisuais;
b)As propriedades de discurso da câmera, encenação, mise-en-scéne, som e a importância de sua compreensão para a interpretação e o sentido do filme através da análise fílmica.

- O Poderoso Chefão:
a) Do livro para as telas: o impacto do filme na cultura popular e a importância de Coppola para a transposição;
b) Adaptar para o cinema, mais do que transpor: livro x filme;
c) A compreensão da série como um só filme - uma visão em construção.

- Estrutura narrativa dos três filmes.

- Trama e sub-trama
a) A rotina de uma família mafiosa siciliana vista de dentro;
b) A tragédia de Michael e a eterna comparação com o pai;
c) Paralelos narrativos estabelecendo o tema principal.


Aula 2

- A religião e seu papel na tragédia de Michael Corleone.

- O papel feminino na trama.

- Montagem linear e paralela construindo significados.

- Rimas visuais.

- Análise de cenas:
a) A terra da liberdade;
b) Composição e hierarquia;
c) Identificação;
d) Enquadramento e discurso;
e) Alegoria, citação e discurso visual;
f) O som como discurso.


Ministrante: Fábio Rockenbach
Jornalista, e especialista em Cinema e Linguagem Audiovisual e mestre em recepção literária. Foi editor cultural do grupo Diário da Manhã (Passo Fundo) de 2007 a 2010. Professor da Faculdade de Artes e Comunicação da UPF (Universidade de Passo Fundo), nos cursos de Jornalismo, Publicidade e Artes Visuais, onde leciona a cadeira de Estilo e Processos Cinematográficos. É coordenador do projeto de extensão Ponto de Cinema, fundador e coordenador do Núcleo de Estudos em Cinema da mesma universidade e analista audiovisual na Revista Moviement. Coautor do livro "Poder e Sociedade no Castelo de Cartas" em que analisa o uso de recursos da linguagem audiovisual na série House of Cards, da Netflix.
Curso
Trilogia Godfather: Tradição, Família & Poder
de Fábio Rockenbach



Datas
08 e 09 / Abril (sábado e domingo)

Horário
14h às 17h

Duração
2 encontros presenciais (6 horas / aula)

Local
Cinema Capitólio
(Rua Demétrio Ribeiro, 1085 - Centro Histórico - Porto Alegre - RS)

Investimento
R$ 85,00
* À Vista (p/depósito bancário): R$ 80,00 (desc. 6%)

Formas de pagamento
Depósito bancário / Cartão de Crédito (PagSeguro)

Material
Certificado de participação e Apostila (arquivo em PDF)

Informações
cineum@cineum.com.br / Fone: (51) 99320-2714

Realização

Patrocínio
Cinema Capitólio


INSTRUÇÕES PARA EFETUAR A INSCRIÇÃO

1) Preencha e envie o formulário abaixo.
2) Pagamento por Depósito Bancário: após enviar o formulário você receberá as orientações.
3) Pagamento por Cartão de Crédito: após enviar o formulário, clique no botão do PagSeguro.
.
.


.
.
.

quarta-feira, 1 de março de 2017

Literatura Policial no Cinema







Apresentação

Os crimes, e as pessoas que os investigam e combatem, têm sido uma fonte inesgotável de histórias fascinantes. Histórias essas que nos acompanham desde a antiguidade, mas ganharam sua forma definitiva nos Estados Unidos da América a partir do século XIX. Nas primeiras décadas do século XX, a já consolidada Literatura Policial tornou-se um dos gêneros mais populares do mundo, e, os EUA, seu principal produtor.



Desde seu princípio, o cinema bebeu em fontes literárias para encantar os espectadores. Com a Literatura Policial não poderia ser diferente. De Edgar Allan Poe, considerado o pai do detetive moderno, até Dennis Lehane, um dos principais autores da atualidade, mais de um século e meio de boa escrita gerou material para clássicos da tela grande.
Mestres de diversas gerações do cinema, como Howard Hawks e Billy Wilder, passando por Sam Peckinpah e Robert Altman até chegar a Quentin Tarantino, demonstraram suas paixões literárias em excelentes adaptações. Mesmo fora dos EUA, com François Truffaut, Wim Wenders e tantos outros, o poder dessas páginas criminosas se fez sentir.


Objetivos

O Curso À Queima-Roupa – A Literatura Policial Americana no Cinema, de César Almeida, tem como objetivo analisar a evolução e as diversas facetas da produção literária americana sobre crimes através das adaptações de obras produzidas por autores clássicos como Dashiell Hammett, Patricia Highsmith e James Ellroy.



Conteúdo

Aula 1

- Breve história do crime na literatura.

- O destino bate à sua porta: a escola Hardboiled
Raymond Chandler / James M. Cain / Dashiell Hammett / Cornell Woolrich / Dorothy B. Hughes / Charlotte Armstrong

- Os implacáveis: a geração pós-pulp
Jim Thompson / Chester Himes / Ross Macdonald / David Goodis / Mickey Spillane



Aula 2

- O sol por testemunha: os modernizadores
Patricia Highsmith / Elmore Leonard / Donald E. Westlake / James Lee Burke / Lawrence Block / George V. Higgins

- Atração perigosa: os mestres contemporâneos
James Sallis / James Ellroy / Joe R. Lansdale / Walter Mosley / Dennis Lehane / Chuck Hogan



Ministrante: CÉSAR ALMEIDA

Publica artigos sobre cinema desde 2008. Lançou, em 2010, o livro "Cemitério Perdido dos Filmes B", que compila 120 resenhas de sua autoria. Em 2012, organizou "Cemitério Perdido dos Filmes B: Exploitation" com textos próprios e de outros 11 críticos de cinema. Escreve ficção, com o pseudônimo Cesar Alcázar, e atua como editor e tradutor. Já ministrou os cursos “Mestres & Dragões: A Era de Ouro das Artes Marciais no Cinema”; “Sam Peckinpah – Rebelde Implacável”; “Blaxploitation – O Cinema Negro Americano dos Anos 70”; “Zumbis no Cinema – Eterno Retorno” e “Era Uma Vez o Spaghetti Western” pela Cine UM.



Curso
À Queima-Roupa:
A Literatura Policial Americana no Cinema
de César Almeida


Datas
25 e 26 / Março (sábado e domingo)

Horário
9h30 às 12h30

Duração
2 encontros presenciais (6 horas / aula)

Local
Centro Cultural CEEE Erico Verissimo
(Rua dos Andradas, 1223 - Centro Histórico - Porto Alegre - RS)

Investimento
R$ 85,00
* À Vista (p/depósito bancário): R$ 80,00 (desc. 6%)

Formas de pagamento
Depósito bancário / Cartão de Crédito (PagSeguro)

Material
Certificado de participação e Apostila (arquivo em PDF)

Informações
cineum@cineum.com.br / Fone: (51) 99320-2714

Realização

Patrocínio
B&B Games

Apoio
Centro Cultural CEEE Erico Verissimo



INSTRUÇÕES PARA EFETUAR A INSCRIÇÃO

1) Preencha e envie o formulário abaixo.
2) Pagamento por Depósito Bancário: após enviar o formulário você receberá as orientações.
3) Pagamento por Cartão de Crédito: após enviar o formulário, clique no botão do PagSeguro.
.
.


.
.
.
.

terça-feira, 14 de fevereiro de 2017

Ettore Scola







Apresentação

Paixão e política, amor e história, humor e humanismo, comédia e drama. A obra do cineasta italiano Ettore Scola combina todos esses elementos e se distingue na história do cinema pelo humanismo. Nascido em 1931 Scola era um adolescente quando decidiu fazer cinema ao presenciar, nas ruas de Roma, Vittorio de Sica filmando Ladrões de Bicicleta. Influenciado pelo Neorrealismo e com extraordinária desenvoltura como escritor, integrou-se à nascente indústria da commedia all’italiana no pós-guerra, colaborando em mais de 50 roteiros antes da estreia como diretor, em 1964.


Ao longo de cinco décadas construiu uma filmografia de mais de 40 títulos que valoriza a experiência do ser humano em contextos históricos em filmes como Um Dia Muito Especial (1977), com Marcello Mastroianni e Sofia Loren e a obra-prima Nós que Nos Amávamos Tanto (1974), ambos vencedores na categoria melhor filme no Festival de Cannes.


Mesmo mantendo-se na tradição do cinema popular italiano Ettore Scola foi criativo e sofisticado na linguagem de filmes como O Baile (1983) e A Família (1987). Em permanente diálogo com o grande público, o cineasta, ao falecer em janeiro de 2016, aos 84 anos, deixou uma obra autoral em que a crítica se faz pelo conteúdo, na melhor tradição do cinema humanista e realista.

  
Objetivos

O curso Ettore Scola: Um Cineasta Muito Especial, ministrado por Fatimarlei Lunardelli, tem por objetivo abordar a obra do cineasta italiano falecido em 2016, aos 84 anos. A partir do contexto da cinematografia italiana no pós-guerra, serão apresentados os elementos que constituem a estética do diretor, marcada pelo humor e o humanismo. Influenciado pelo Neorrealismo, formado no ambiente criativo da commedia all’italiana, construiu uma obra com destaque para a experiência humana das pessoas comuns nos contextos históricos. Foi roteirista de mais de 50 filmes antes da estreia como diretor em 1964 e assinou mais de 40 títulos, algumas obras definitivas da história do cinema, cujos trechos serão apresentados em aula.


Conteúdo programático

Aula 1
- Biografia: origem, formação, entrada no cinema;
- Contexto: inserção na indústria do cinema italiano no pós-guerra;
- Visão da filmografia em perspectiva histórica: as fases do cineasta.


Aula 2
- Características que fazem de Ettore Scola um autor do cinema;
 - Marcas da estética scoliana: os personagens, o fundo histórico e a concentração narrativa;
- Humor e humanismo na criação de obras-primas.


Ministrante: Fatimarlei Lunardelli

Pesquisadora e professora nas áreas de Análise, Teoria, Crítica e História do Cinema. Integrante da ABRACCINE e ACCIRS, entidades representativas da crítica cinematográfica brasileira e do Rio Grande do Sul. Já ministrou o curso "Federico Fellini: O Maestro" e "Análise e Interpretação de Filmes" pela Cine UM.



Curso
Ettore Scola: Um Cineasta Muito Especial
de Fatimarlei Lunardelli


Datas
11 e 12 / Março (sábado e domingo)

Horário
9h30 às 12h30

Duração
2 encontros presenciais (6 horas / aula)

Local
Centro Cultural CEEE Erico Verissimo
(Rua dos Andradas, 1223 - Centro Histórico - Porto Alegre - RS)

Investimento
R$ 85,00
* À Vista (p/depósito bancário): R$ 80,00 (desc. 6%)

Formas de pagamento
Depósito bancário / Cartão de Crédito (PagSeguro)

Material
Certificado de participação e Apostila (arquivo em PDF)

Informações
cineum@cineum.com.br / Fone: (51) 99320-2714

Realização

Patrocínio
Centro Cultural CEEE Erico Verissimo



INSTRUÇÕES PARA EFETUAR A INSCRIÇÃO

1) Preencha e envie o formulário abaixo.
2) Pagamento por Depósito Bancário: após enviar o formulário você receberá as orientações.
3) Pagamento por Cartão de Crédito: após enviar o formulário, clique no botão do PagSeguro.
.
.


.
.
.