terça-feira, 13 de setembro de 2022

The Twilight Zone







Apresentação

Além da Imaginação (ou The Twilight Zone no idioma original) foi uma série de TV criada, roteirizada - em boa parte - e produzida por Rod Serling. Sua estreia aconteceu no ano de 1959, pelo canal CBS, e teve a duração de cinco temporadas. Seu diferencial foi a união de roteiros precisos e extremamente criativos, que envolviam questões políticas, sociais, humanitárias e debates sobre a racionalidade humana e suas fragilidades.


A ficção-científica foi a base para a constituição da série, abordando a ruptura dos modos convencionais de estruturação da sociedade na época e o pessimismo pós-guerra. Esta característica não ficou intrínseca ao cenário apresentado durante os capítulos, mas serviu como um estudo de metalinguagem dos desdobramentos de premissas vigentes sobre roteiros, estruturas lineares de narrativa, fotografia em séries e absorção intermidiática de valores de signos culturais.


Tudo isso com a apresentação e interação do próprio showrunner Rod Serling, um homem que pensou a TV além dos limites pré-estabelecidos. Estudar e pensar The Twilight Zone é um exercício de expansão dos limites da realidade e criatividade, uma maneira de entendermos o século passado e seus desdobramentos na sociedade e a forma mais interessante de explorar uma nova dimensão.


Objetivos

O Curso online The Twilight Zone: A TV Além da Imaginação, ministrado por Christian Farias, objetiva ressaltar e analisar todos os elementos e signos culturais que fizeram com que a clássica série de TV surgisse, além de buscar o entendimento do momento propício em que unidades transmídias agrupadas resultaram em uma das mais representativas séries de TV de todos os tempos.


Metodologia

Para um entendimento do período em que se desenvolveu e os conceitos básicos que foram absorvidos por Rod Serling na criação de The Twilight Zone, o curso irá abordar questões como referências pulp, organização da racionalidade, o período histórico e os grandes pilares teóricos dentro do audiovisual e das artes. Além dos aspectos ressaltados, a aula apresentará conteúdos da série original e suas sequências, além de exemplos audiovisuais de implicações dos preceitos previamente analisados, para o entendimento da influência narrativa e cultural da mesma até os dias atuais.



Conteúdos

- Quem foi Rod Serling?
- Surge The Twilight Zone.
- Criação intermidiática: Literatura, cinema, quadrinhos e televisão andam juntos.
Dime Novels e a Literatura Pulp.


- A caracterização político/social: o pessimismo pós-guerra.
- A colonização do mundo pela informação.
- O Espaço-Tempo e as percepções cognitivas da série.
- Análise das características principais: roteiro, fotografia e produção.


- Os principais episódios.
- As diferentes versões e a expansão para outras mídias.
- A influência na cultura pop.
- O vigor de uma série cada vez mais atual


Ministrante: Christian Farias
Graduado em Jornalismo e pós-graduado em Cinema pela PUCRS. Pesquisador com trabalhos na área de comédia clássica, tendo seu trabalho sobre Charlie Chaplin aceito como acervo no museu do Chaplin, na Itália. Já dirigiu dois curtas, trabalhou com produções para TV, rádio e internet e hoje, além de professor, é Produtor Cultural e Coordenador de Comunicação na Secretaria do Esporte e Lazer do RS. Já ministrou os cursos O Cinema de Charlie Chaplin: Do Pastelão à Crítica Social e Buster Keaton: Gênio Esquecido da Comédia.




Curso online
THE TWILIGHT ZONE:
A TV ALÉM DA IMAGINAÇÃO
de Christian Farias


Datas
15 e 16 / Outubro
(sábado e domingo)

Horário
14h às 16h30

Duração
2 encontros online
(carga horária: 5 horas / aula)

Material
Apostila
Certificado de participação


Investimento
R$ 50,00

  PROMOÇÃO
R$ 40,00
(Válido para as primeiras 10 inscrições)


Informações
cineum@cineum.com.br / Fone: (51) 99320-2714







Realização









quinta-feira, 21 de abril de 2022

Heróis da Filosofia

 



A cultura pop através da lente filosófica

As histórias de super-heróis são já há algum tempo as principais atrações nas salas de cinemas e nos serviços de streaming. Adaptando personagens que fizeram sucesso no século passado nos gibis, esse “gênero” cinematográfico tornou-se febre mundial, influenciou filmes de outros gêneros e a cultura pop em geral.

Nesse sentido, a incontestável presença dos heróis em nossas vidas nos convida a pensar sobre esse acontecimento. Por que esses filmes fazem tanto sucesso? Em que se baseia nosso gosto por personagens feitos para o público infantil de gerações anteriores? Quem são esses personagens e o que eles dizem sobre nós mesmos?


Primeiramente, é importante lembrarmo-nos que o heroísmo está presente no cinema há muito mais tempo do que as novas adaptações dos personagens da Marvel e da DC Comics. Heróis e anti-heróis que realizam façanhas surpreendentes são vistos em filmes de velho oeste, espionagem, ficção científica e outros diversos gêneros. Nota-se, assim, que nosso interesse por figuras heroicas faz parte do nosso estilo de vida. Mas, o que isso diz sobre nós? O que nos fascina nessas narrativas que possuem origem ainda nas mitologias? 

Muito embora existam diferenças entre Hércules e o Super-Homem ou mesmo entre o Thor mitológico e a sua versão no Universo Cinematográfico da Marvel, um ponto em comum fundamental é o fato de que os heróis são encarnações de certos valores. É pertinente, portanto, pensar os heróis do nosso tempo para descobrir o quanto de nós existe neles.

 


Objetivos

O Curso online HERÓIS DA FILOSOFIA, ministrado por Cristian Arão, proporá diversas reflexões sobre questões de ordem existencial, ética, social e política presentes nas histórias através da análise de filmes de super-heróis contemporâneos. A partir de narrativas protagonizadas por personagens como Batman, Homem-Aranha, Homem de Ferro, a Liga da Justiça e os Eternos, se fará a discussão de temas como justiça, heroísmo, responsabilidade, ressentimento e individualismo. Por conseguinte, espera-se abordar como esses filmes refletem a realidade e também como a constroem. 


Conteúdos

 Aula 1

 Deuses ou Heróis? A teogonia na Liga da Justiça e Eternos

 Teogonia: a história dos deuses

Heróis e heroísmo

Liga da Justiça, Eternos e a perspectiva dos deuses

 

Batman e o ressentimento: analisando o homem-morcego

 Luto e ressentimento

Violência e gozo

Batman quer o fim do crime?



Aula 2

 

Homem-Aranha: com grandes poderes vem grandes responsabilidades?

 O necessário sacrifício do herói

O herói e a cidade

Pobreza combina com super poderes?

 Homem de Ferro entre Robinson Crusoé, Tesla e Elon Musk

 Tecnologia como nova magia

O arquétipo do self-made man

Ultron: filho de Tony Stark



Ministrante: Cristian Arão

Doutor, mestre e graduado em Filosofia pela Universidade Federal da Bahia. Professor e pesquisador filiado à rede internacional Research Network on Dialectics & Society e ao grupo de pesquisa Marx no Século XXI. Produtor e apresentador do canal A Coruja Diurna, que discute temas filosóficos a partir de obras da cultura pop e fenômenos sociais e políticos.


Curso online
HERÓIS DA FILOSOFIA
de Cristian Arão

Datas
14 e 15 / Maio
(sábado e domingo)

Horário
14h às 16h30

Duração
2 encontros online
(carga horária: 5 horas / aula)

Material
Apostila
Certificado de participação


Investimento
* Lote 1: R$ 45,00 (até 30/abril)
* Lote 2: R$ 55,00 (até 08/maio)
* Lote 3: R$ 65,00 (até 14/abril)


Informações
cineum@cineum.com.br / Fone: (51) 99320-2714






Realização













quinta-feira, 31 de março de 2022

Mario Bava



Ao longo de quatro décadas, do início dos anos 1940 ao final dos 70, o diretor de fotografia, técnico de efeitos especiais e cineasta Mario Bava (1914-1980) escreveu, com uma imaginação visual única, o seu nome na história do cinema de horror, e também no cinema popular italiano, do qual foi o mestre maior, desbravando o caminho para uma geração de diretores cultuados, como Dario Argento e Lucio Fulci. Nos últimos anos, graças ao trabalho dedicado de pesquisadores como o norte-americano Tim Lucas, seu principal biógrafo, e a ótimas restaurações que possibilitaram o lançamento de praticamente todos os seus filmes em versões integrais no mercado de vídeo doméstico, a extensa obra de Bava, que inclui mais de 20 longas-metragens somente na função de diretor, começou a receber o reconhecimento que merece pelo mundo, com a publicação de inúmeros estudos críticos, organização de retrospectivas, etc.


Dimensionar a importância e o legado de Mario Bava é uma tarefa hercúlea devido à riqueza e à variedade de sua obra. Afinal, ele codirigiu o primeiro filme de horror do cinema italiano desde a era silenciosa (Os Vampiros), criou as maiores obras-primas do terror gótico italiano, codificou as convenções visuais e o sadismo voyeurístico do giallo, antecipou o slasher, além de ter deixado obras-primas e filmes marcantes em muitos gêneros, como o poliziottesco, a ficção científica e o peplum.

Vista em conjunto, a filmografia de Bava nos revela um cineasta extremamente autoral não apenas em seu estilo visual como também no nível temático, apesar de todas as dificuldades de produção que o diretor quase sempre tinha de enfrentar. Dentre elas a falta de orçamento e de tempo para filmar, roteiros mal escritos, atores ruins, convocações de última hora para salvar projetos, entre outras situações.


Seu frutífero legado pode ser visto não apenas em inúmeros elogios e citações, mas também nos filmes de famosos cineastas que estão entre seus confessos admiradores: Tim Burton, Joe Dante, Martin Scorsese, Federico Fellini e David Lynch. Sendo assim, hoje, mais do que nunca, é fundamental que todos os interessados e estudiosos da história e crítica não apenas do cinema de gênero como também do cinema de autor, vejam, revejam e compreendam os filmes de Mario Bava, o "Hitchcock da Cinecittà" e um dos monstros incontornáveis da criação cinematográfica.

Objetivos

O Curso online Mario Bava: Maestro do Macabro, ministrado por Fernando Brito, vai apresentar um panorama da vida e da obra do realizador dentro do contexto histórico do cinema popular italiano, e também buscar compreender o estilo visual do diretor, a partir da análise de cenas de seus principais filmes e, por fim, discutir sua enorme influência em outros cineastas.


Conteúdos

Aula 1

Por que “maestro do macabro”?

Os primeiros anos como diretor de fotografia, técnico de efeitos especiais e operador de câmera.

O trabalho com grandes cineastas como Roberto Rossellini, Raoul Walsh, Steno, Mario Monicelli, G. W. Pabst, Mario Camerini e Jacques Tourneur.

Um dos melhores filmes de estreia de todos os tempos: A Maldição do Demônio.

Multigêneros: o gótico, os pepla, a incursão pelo pop e o sci-fi “B”.



Aula 2

Novas explorações estéticas.

A subversão do giallo e a antecipação do slasher.

A violência em um policial visceralmente moderno: Cães Raivosos.

Os últimos anos: Shock, A Vênus de Ille e a colaboração com Argento.

Os discípulos e filhos do maestro do macabro.


Ministrante: Fernando Brito

Doutor em Literatura Inglesa pela Universidade de São Paulo, com especialização em romance gótico. Pesquisador e crítico de cinema, tendo colaborado ao longo de sua carreira com diversas publicações, como a "Sci-Fi News Cinema" e o "Jornal do Vídeo". Desde 2001 trabalha como curador na Versátil Home Video, onde idealizou e supervisionou o lançamento de muitos clássicos do cinema. Já ministrou para a Cine UM os cursos “Repensando o Filme Noir” (2021) e “Giallo: Suspense à Italiana” (2021).


Curso online

MARIO BAVA: MAESTRO DO MACABRO
de Fernando Brito

Datas
30 / Abril e 1º / Maio
(sábado e domingo)

Horário
14h às 16h30

Duração
2 encontros online
(carga horária: 5 horas / aula)

Material
Apostila
Certificado de participação


Investimento
* Lote 1: R$ 50,00 (até 10/abril)
* Lote 2: R$ 60,00 (até 24/abril)
* Lote 3: R$ 70,00 (até 30/abril)



Informações
cineum@cineum.com.br / Fone: (51) 99320-2714







Realização











segunda-feira, 21 de março de 2022

Walter Hugo Khouri

 



A produção cinematográfica de perfil independente viveu um período particularmente próspero em São Paulo entre o final dos anos 60 e o final dos 80, incluindo a intensa produção de filmes da chamada Boca do Lixo. Neste cenário floresceu uma forte produção comercial, com destaque para alguns cineastas com iniciativas mais autorais, experimentais e introspectivas. Apesar de incluírem elementos eróticos, a produção destes cineastas se apropriou da temática apenas como pano de fundo. A proposta era mergulhar mais fundo na intimidade dos personagens. Nesta perspectiva o cinema autoral de Walter Hugo Khouri se apresenta como um caso singular no cinema brasileiro.


Sua filmografia compõe uma grande crônica sobre a decadência moral da classe mais abastada da sociedade brasileira, onde a estética do erotismo reflete um incômodo pessoal com efeitos psicológicos. Assim, Khouri - diferentemente do que fora produzido no Cinema Novo - estabelece um estilo que descreve outra face do Brasil: o caráter existencial e a problemática dos indivíduos da classe média alta. Considerado cerebral e elitista, Walter Hugo Khouri é autor de uma das obras mais complexas, instigantes e plurais do cinema mundial, influenciadas pelo que de melhor houve na produção de filmes de vanguarda. Sua carreira foi marcada pela controvérsia com o movimento do Cinema Novo, do qual foi contemporâneo, porém sem adesão.


Ao analisarmos os principais longas de Khouri podemos perceber um estilo altamente pessoal e autoral que marcou todo o cinema do diretor ao longo de sua carreira e que confere ao cineasta paulista um lugar especial entre os maiores realizadores brasileiros. O cinema de Khouri é marcado por um domínio completo que o diretor exerce, por meio de sua brilhante mise en scène e de seus processos composicionais, sobre os temas e enunciados que transforma em discurso fílmico. Um cineasta ímpar, dotado de um imenso talento de encenação, que nunca abriu mão de seu estilo e de suas escolhas, não fazendo parte de nenhum movimento ou escola que marcaram o cinema brasileiro durante as décadas em que desenvolveu sua obra (como o Cinema Novo, o Cinema Marginal e o Cinema de Invenção), e foi capaz de imprimir um estilo pessoal e autoral em toda sua filmografia. Walter Hugo Khouri atuou por cinco décadas - dos anos 50 aos 90 - e realizou 25 longas-metragens.



Objetivos

O Curso online O CINEMA INTIMISTA DE WALTER HUGO KHOURI, ministrado por Fernando Oriente, vai abordar e discutir o cinema do diretor por meio da análise e exposição de seu estilo cinematográfico, suas opções de mise en scène e composição e os processos de decupagem e montagem. Nas aulas também serão abordadas as principais questões temáticas, de enunciação e dramático-narrativas que condicionam a evolução do discurso fílmico dentro da obra khouriana. O curso também procura reforçar uma das características centrais do cinema de Walter Hugo Khouri – seu caráter de cronista ácido da burguesia brasileira.



Conteúdos

Aula 1

Os filmes sem a presença de personagem fetiche (alter ego), Marcelo.

A diversidade de temas: o horror psicológico, o drama existencial, o thriller, o sexo.


Aula 2

Os filmes com a presença de personagem fetiche (alter ego), Marcelo.

A evolução do personagem.

A crônica da burguesia brasileira.


 Ministrante: Fernando Oriente

Professor, crítico e pesquisador de cinema, comunicação e audiovisual. Graduado em jornalismo pela PUC/SP. Mestre em Comunicação/Audiovisual-Cinema pela Universidade Anhembi Morumbi. Ministra cursos de cinema em diversas localidades como unidades do SESC, a Escola de Cinema do Maranhão – IEMA, cinemas, cineclubes e espaços de pesquisa cinematográfica. É editor e crítico do site de cinema Tudo Vai Bem, além de colaborador de diversas revistas, sites e outras publicações. Escreve regularmente para catálogos de mostras e festivais, bem como para revistas acadêmicas e livros de cinema. Participa de debates e palestras em mostras, festivais e diferentes eventos ligados ao cinema e ao audiovisual. É membro da Abraccine (Associação Brasileira de Críticos de Cinema) desde sua fundação.



Curso online

O CINEMA INTIMISTA DE WALTER HUGO KHOURI
de Fernando Oriente

Datas
09 e 10 / Abril
(sábado e domingo)

Horário
14h às 16h30

Duração
2 encontros online
(carga horária: 5 horas / aula)

Material
Apostila
Certificado de participação


Investimento
R$ 50,00



Informações
cineum@cineum.com.br / Fone: (51) 99320-2714







Realização